Sindicato dos Metúrgicos estão exigindo que cada funcionário pague 8% de seu salário. Isso é roubo.

Como se não bastasse os bilhões de reais que os sindicatos recebem por ano do governo, mais o valor de 1 dia de trabalho de cada funcionário e cobrar valores das empresas, agora o Sindicato dos Metalurgicos de São Paulo de nosso amigo Lula se superou na roubalheira.

No mes de fevereiro, todos funcionários deverão pagar uma “contribuição” no valor de 8% de seu salário. Os funcionários tem apenas 10 dias para se opor (sendo que a publicação da convenção coletiva leva semanas para ser entregues).

Conclusão: sindicatos só querem saber de encher os próprios bolsos, roubam das empresas e dos funcionários e do governo.

O funcionário ganha menos, fica sem dinheiro para pagar suas contas e depois vão reclamar que ganham baixos salários. Claro, com o sindicato e governo roubando grande parcela dos salários, nunca vai sobrar nada para os trabalhadores.

O pior é saber que tudo isso que eu escrevi é oficial, tudo documentado.

Nenhum funcionário tem coragem de entrar na justiça contra este roubo por medo de ser boicotado futuramente pelo sindicato, apesar de todos estarem reclamando lá na empresa.

IMG_2656

Sindicato dos Metalúrgicos serve cachaça aos trabalhadores que entram na sede em São Paulo. Embebedar as pessoas para convencê-las?

Conheci pessoas que visitaram o Sindicato dos Metalúrgicos. Ao chegarem, a primeira coisa que os sindicalistas oferecem é cachaça. Parece que colocam cachaça em todas as salas de reunião com o claro propósito de embebedar as pessoas e deixá-las mais fáceis de serem enganadas, ou melhor, convencidas. Será que essa foi uma herança do Lula que sempre curtiu uma branquinha?

Não tenho coragem (nem tempo) de ir lá pessoalmente conferir este informação, mas quem puder, me confirmem esta história que é absurda e inaceitável.