Eficiência da China vai muito além da mão de obra barata. Segredos da China.

A minha visita a Canton Fair há poucas semanas, me mostrou como a realidade é muito diferente do que as pessoas costumam falar. Já comentei anteriormente que as pessoas adoram falar de coisas que não sabem, nunca viram ou simplesmente espalhar coisas que ouvem como se fossem verdades absolutas.

Sempre ouvi falar que o segredo da China em ter custos baixos se baseava exclusivamente na mão de obra extremamente barata e escravidão. Concordo que a mão de obra realmente é barata, mas temos que ver muitos outros aspectos que o Brasil está um pouco longe de alcançar. Falamos da mão de obra escrava na China, mas nos esquecemos que no Brasil, as coisas não são muito diferentes: muitas pessoas ganhando menos de um salário mínimo, empresas fundo de quintal com imigrantes sendo explorados, em pleno Estado de São Paulo. Se formos para outros estados do Brasil, encontramos também menores trabalhando pesado, sem escola, em minas de carvão, agricultura, e pessoas trabalhando em condições muito degradantes. Nem por isso, o Brasil é um país competitivo.

Os funcionários chineses começam a ganhar cada vez mais. Funcionários administrativos, recém graduados, engenheiros e muitos outros já recebem valores considerados normais em relação a média mundial. O custo de vida na China também é extremamente baixo, assim como os custos das matérias primas, transporte, energia, maquinários, educação, etc.

Visitei algumas empresas que tinham padrões semelhantes às melhores empresas do Brasil, Europa e EUA. Ou seja, não podemos generalizar em dizer que as empresas chinesas tem más condições de trabalho. Muitas delas tem um parque industrial invejável com tecnologia de ponta. Equipamentos importados dos EUA e Europa, ou mesmo equipamentos chineses com peças de alta qualidade. Com isso, eles conseguem ser produtivos e ter qualidade a custos mais baixos.

A malha de trens é muito extensa e veloz. Com isso, tanto as pessoas se deslocam facilmente como também o custo de transporte de cargas torna-se muito baixo. Rodovias de excelente qualidade para todos os lados, ao contrário do Brasil. Por exemplo, se ocorre algum problema na BR-116, não temos outra opção para um dos trechos mais movimentados do Brasil (Sul, São Paulo e RJ).

No Brasil, podemos dizer que o Estado de São Paulo é a única região mais desenvolvida com indústrias para diversos segmentos. Outros estados do Brasil podem até possuir indústrias desenvolvidas, mas sempre especializadas em um ou dois segmentos. Na China, podemos encontrar pelo menos 6 regiões desenvolvidas e auto suficientes.

O transporte urbano também me deixou impressionado. Sejam pelos anéis viários (que em São Paulo ainda estamos para terminar o primeiro) ou pela vasta rede de metrôs com muitas linhas com sinalização excelente mesmo para ocidentais. Usei bastante o metro. Shanghai tem pelo menos 11 linhas de metrô e planejam ter 20 linhas em 2020. Em São Paulo, nem em 2050 teremos 11 linhas. Ou seja, estamos defasados uns 50 anos.

Encontrar chineses falando inglês nas empresas já é muito mais comum. Muitos recém graduados já falam inglês muito bem. Da mesma maneira que é difícil para nós aprendermos chines, é difícil para eles aprenderem inglês.

As cidades tem uma cara moderna com arranha céus espelhados e iluminados, viadutos largos, parques, monumentos antigos e modernos, ruas largas, calçadas extremamente limpas. Também vi bairros pobres semelhantes as nossas favelas.

A segurança que senti nas cidades pelas quais passei é impressionante, mesmo tarde da noite. Diferente do que temos no Brasil, e mesmo mais seguro de que muitas cidades americanas ou européias.

Ou seja, tudo funciona muito bem na China com baixo custo, em evolução constante e modernidade. Claro que deve existir um lado pior da China que não tive oportunidade de conhecer, mas o Brasil também possui muitas diferenças que infelizmente conheço e não deixa nenhum brasileiro orgulhoso.

Tirar Visto Chines para a Canton Fair

Para todos que querem tirar o visto chines para a Canton Fair de Outubro, vou relatar o que aconteceu comigo, que quis tirar o visto em cima da hora (3 semanas antes da data da viagem)

O horario de atendimento vai das 09 as 12 horas somente. Cheguei as 11 horas e me deparei com uma fila enorme na rua. No começo de outubro,  existe um feriado nacional chines que deixa o consulado fechado por uma semana inteira. Cheguei sexta feira (antes do feriado) e só entrava no consulado quem iria retirar os vistos já emitidos ou despachantes. Ouvi pessoas que haviam chegado as 08 da manhã na fila e não conseguiram entrar. Ouvi que deveria ter chegado as 05 ou 06 da manhã. Quando deu meio-dia, as portas se fecharam e quem estava na fila teve que ir embora.

Conclusão: gaste R$100 a R$150 para um despachante fazer isso para você.

Descobri que havia preenchido muita coisa errada no formulário, que não poderia solicitar visto para múltiplas entradas e muito menos visto para negócios. Afinal iria visitar várias empresas chinesas e também ir a feira. Mesmo assim, meu visto será de turisma. Tinha 5 cartas convite de fornecedores chineses, mas se não estiverem no padrão do consulado chines (emitido com carimbo do governo chines), eles não tem valor para visto de negócios. Entre no google e digite “visto chines”… fiz com a SPVistos e espero receber meu visto nesta próxima segunda-feira.

Nem todo produto chinês é ruim. O importador traz o que o consumidor procura!

Na China, existem produtos de péssima qualidade, mas também existem produtos de boa e ótima qualidade. Um mesmo fabricante oferece diferentes padrões de qualidade. Se a imagem do produto chinês no Brasil é um produto barato e baixa qualidade, é porque os importadores querem pagar o menor valor possível e abrem mão da qualidade.

Mas porque os importadores preferem os produtos de baixa qualidade?? Porque o empresário deve ouvir seus consumidores e oferecer o que o mercado quer. Brasileiro quer preço baixo sempre (ou 99%), e se recusa a pagar um pouco a mais para ter um produto de qualidade superior. Por isso, os empresários vão focar nos produtos baratos.

Exemplos: IPhone é fabricado na China e tem qualidade e desempenho inquestionável.

Por outro lado, se você visitar uma loja de R$1,99, provavelmente tudo lá será Made in China. Você espera que esse produto tenha qualidade ou que seja praticamente descartável?

Hiprocrisia de quem compra produto Made in China, mas reclama do desemprego e quebra das indústrias nacionais !

A invasão de produtos chineses no Brasil e no mundo é tema frequente no mundo empresarial e também na vida de todos consumidores brasileiros. Ouço cada vez mais as pessoas criticando esta invasão de produtos chineses que tiram o emprego de milhares de brasileiros e destroem nossas fábricas. Isso é fato. Mas são estes mesmos hipócritas que compram cada vez mais produtos chineses no Brasil. Seja em grandes lojas, no centro, na Internet, na maioria das vezes temos a opção de comprar um produto nacional ou um produto importado. E como sabemos aquele feito na China vai ser mais barato, e muitas vezes (mas nem sempre) de qualidade inferior ou duvidosa. Ou seja, brasileiro só quer saber de preço baixo e troca produtos brasileiros renomados por marcas chinesas completamente desconhecidas, com acabamento pior e que não gera empregos na indústria brasileira.

Não devemos em hipótese alguma culpar o importador deste produto ou o empresário nacional por trocar seus empregados brasileiros pela terceirização de produção na China. Quem manda no mercado é o consumidor. Empresa que não oferece o produto que o consumidor procura, acaba fechando. Nenhuma empresa sobrevive contrariando a vontade do consumidor.

A liberdade de escolha do consumidor é o grande direito adquirido pelo capitalismo. Então o empresário deveria ter a mesma liberdade de poder escolher o que oferecer a seus clientes. Se o cliente quer produto chines barato, então vamos todos importar da China.

Estou indo viajar para a Feira de Cantão na China para aumentar minhas importações da China. Isso vai abrir muitas portas, muitas oportunidades para minha empresa, já que meus maiores concorrentes já fazem o mesmo e estou perdendo cada vez mais terreno.