O Brasil é juridicamente impossível !!!

Chegando em casa após mais um dia de muito calor, abri a pagina do IG e vi a noticia “Brasileirão 2014 é juridicamente impossível”. Achei engraçado pois eu tinha entendido inicialmente que “O Brasil é juridicamente impossível”. Num país que funciona movido a futebol, este é um retrato fiel de como as coisas funcionam no Brasil.

Como diria a noticia, “temos decisões absolutamente válidas e conflitantes”. Todo brasileiro sofre com isso, mas principalmente o empresário que fica totalmente a mercê do julgamento momentâneo do juiz. Infinitas interpretações para o mesmo assunto, recursos intermináveis com a diferença que processos contra o governo ou contra um funcionário é causa perdida para o empresário. Tudo que fazemos é legal por um lado e proibido pelo outro. Nunca sabemos o que pode e o que não pode. Isso vira uma discussão em que todo mundo está certo. Convivemos diariamente com o risco de multa, processo, fechamento da empresa, chantagem de fiscal, insegurança em todos os sentidos.

http://esporte.ig.com.br/futebol/2014-01-31/nas-condicoes-atuais-brasileirao-2014-e-juridicamente-impossivel.html

Nova lei anticorrupção será inútil e foca somente o lado das empresas privadas.

Obviamente qualquer lei que combata a corrupção contra a administração pública é bemvinda, mas esta lei sera totalmente inútil. O governo quer mostrar para a população que está combatendo a corrupção? Pelo alarde que todos os jornais fazem, a população e a mídia parecem mesmo cegas.

Sempre falei que o centro podre da corrupção está no governo, escancarada e sem vegonha. Não estou dizendo que não existem empresários (e seus funcionários) corruptos, mas esta lei mostra que é sempre as empresas as responsáveis por fiscalizar tudo e tira as responsabilidades dos governos.

Por que o governo não cria leis e projetos para fiscalizar o próprio poder publico ? Fiscalizar funcionários públicos, politicos, instituições públicas, ONGs, sindicatos, etc…

Enquanto isso, ouço diariamente escândalos no governo que não são punidos, nem julgados. O ministro da saúde Arthur Chioro assume cargo público, mesmo tendo uma empresa que presta serviços de saúde para vários municípios. Ele transfere as cotas da empresa para a esposa e o governo aceita normalmente já que a empresa “não é mais dele”. Estão todos tirando sarro da nossa cara.

Considerando que em todas as grandes licitações há corrupção e só ganha aquele que paga propina pro governo, todas as empresas honestas nunca mais vão querer participar de licitações públicas. Vai ser um prato cheio para estas empresas fundo de quintal controladas secretamente por ministros e governantes. Estas empresas de fachada (como esta do Arthur Chioro) vai sair ganhando tudo. Estas empresas de fachada nunca serão investigadas ou multadas, afinal pertencem a ministros, senadores e outros funcionários públicos. Isso sem falar em vários casos de empresas honestas que vencem licitações e levam meses ou anos para receber o pagamento. Minha e milhares de pequenas e medias empresas ficam totalmente sem chance de participar honestamente de qualquer licitação e quando ganha, ainda corre um grande risco de calote.

Afastar a corrupção no governo, isso sim irá automaticamente barrar os empresários corruptos e reduzir corrupção, porém o inverso não é verdadeiro. Afinal, quantas leis já não existem e quantos regras já foram criadas em licitações e mesmo assim a putaria continua??

http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/138714_ENTENDA+O+QUE+E+A+LEI+ANTICORRUPCAO

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/01/1401707-novo-ministro-da-saude-nega-conflito-etico-em-atuacao-como-consultor.shtml

O Brasil está cheio de nem-nem. Nem estuda, nem trabalha. Isso significa mão de obra ociosa e desqualificada.

A falta de mão de obra no Brasil esta crítica. Mesmo a mão de obra desqualificada não se encontra mais e pedem salarios muito maiores do que tempo atrás. Pessoas que param de estudar depois de concluir o segundo grau, quando concluem ! Quando eu vejo uma noticia que o Brasil tem um quinto de jovens nem-nem, entendo um dos porquês. Vivem como se não precisassem trabalhar, não querem estudar nem se preparar, nao tem ambição de crescer na vida… uma desmotivação nata sobrevivendo do jeitinho brasileiro. Não sei se essas pessoas não querem trabalhar para serem sustentados pela familia, pelo marido ou pelas bolsas do governo. Uma pessoa que não estuda nem trabalha que não conseguiu emprego até seus 30 anos, provavelmente não vai conseguir ou querer trabalhar, afinal depois dos 30 anos, as pessoas sem experiência não vão receber boas propostas de emprego e vão dizer que “não querem se sujeitar” a isso. Pensando que cada ano que passa, o mundo fica mais competitivo, mais pessoas entram para o mercado de trabalho, mais chineses nascem… e o Brasil ficando para trás novamente vendo uma noticia dessas. Depois brasileiro reclama que o Brasil não evolui, ganha pouco e não tem perspectiva de crescimento. Isso vira cada vez mais verdade, até não ter mais volta e o brasileiro vai ter que ralar cada vez mais para sair do buraco.

http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/11/29/um-em-cada-cinco-jovens-de-15-a-29-anos-nao-estuda-nem-trabalha-diz-ibge.htm

Lei do Aprendiz… empurrando a obrigação de ensino para as empresas.

Recebi uma notificação de um fiscal do trabalho, exigindo apresentar varias papeladas e comprovar a contratação de aprendizes. Nem sabia que existia esta lei, mas basicamente terei que gastar tempo e dinheiro para treinar um adolescente totalmente despreparado que vai cumprir carga reduzida de trabalho e na primeira oportunidade que receber um proposta de outra empresa vai pular fora do barco (a falta de mão de obra hoje esta fazendo empresas contratarem qualquer um, mesmo desqualificado). Muitos desses jovens nem sabem o que querem da vida, nao tem compromisso com nada, geracao Y que só gosta de computador e tecnologia, querem começar ja ganhando bem e não pegando no pesado. Isso que todo mundo ja sabe: filhos sem limite que mandam em casa e fazem o que querem agora chegando pra querer fazer o mesmo no trabalho.
Na teoria parece uma lei fantástica que promove inclusão social entre outras coisas. Mas infelizmente o governo empurra as leis guela abaixo e esquecem de dar um ensino básico de qualidade para estes jovens. Se os jovens viessem bem alfabetizados e com ensino profissionalizante de qualidade, eu seria o primeiro a aceitar. Infelizmente vejo muitas pessoas com diplomas que não conseguem escrever uma frase sem cometer graves erros de português ou lógica no texto.

Funcionário quer aumento salarial por estar há anos sem promoção, e meus concorrentes com preços cada vez mais baixos que o meu.

Como são complexas as questões salariais na empresa… pouquíssimos funcionários ganham bem, alguns a média e reconheço que muitos na minha empresa estão com salários muito baixos. Principalmente considerando que o custo de vida subiu muito e não conseguimos repassar isso em nossos preços de venda.
Vejo que um pequeno aumento salarial desta turma menos favorecida, vai representar um valor alto no final do ano e prejuízo certo. Então eles trabalham totalmente desmotivados. Eu vejo o preço dos meus concorrentes e estão mais baixos do que o meu. Provavelmente ele paga salários ainda mais baixos do que os meus. E outros concorrentes fora de São Paulo que com certeza tem mão de obra e custos bem mais baixos.
Parece que quanto mais o tempo passa, mais concorrencia aparece, os lucros e salários vão achatando cada vez mais. Essa é a grande questão para todas empresas… como reverter isso? Ja resolvi um pouco disso estabelecendo premiações sobre lucro e produtividade, mas percebo que problemas salariais são cíclicos… vão e voltam. Você dá um aumento hoje, amanha tem que cortar custos (demitir e contratar mais barato), insatisfação dos funcionários, aumento de novo, e assim empresários e funcionarios vao levando a vida sem folga com altos e baixos (mais de baixos).
Eu sempre pensei e ainda penso em varias fórmulas mágicas para melhorar isso e sair deste círculo vicioso.
Se voce for um empregado revoltado contra empresários e conhecer alguma fórmula, não precisa postar agora… monte sua própria empresa, tente colocar em prática (sem fechar nos primeiros 2 anos de vida) e depois a gente se fala de novo !!!

Governo populista dá razão aos rolezinhos ao invés de promover a ordem e impedir os altos prejuízos para os comerciantes.

Estou cansado de dizer que o governo empurra para a iniciativa privada todas as responsabilidades que deveriam ser custeadas pelo governo, e agora apareceu uma que creio ninguem ter imaginado: como não há parques públicos e locais de diversão para os mais pobres (nem para os mais ricos), a população vai fazer rolezinho nos shoppings causando tumulto e altos prejuízos.

Acho que já estamos todos cansados desse tema, então vou tentar mudar um pouco o foco, afinal todos falam muito mal dos empresarios e dos baderneiros, mas o governo sai pela tangente como se não fosse o maior responsável.

Basicamente o povo não tem onde se divertir sem gastar dinheiro. Tudo que é público não funciona, é mal cuidado, mal gerenciado, corrupto, ou inexistente… Agora estes baderneiros decidiram invadir locais privados, causando prejuizos para lojas e funcionarios (que ganham comissoes em função de suas vendas). Nenhum shopping nunca barrou entrada de “pobres” e nunca foram impedidos de assistir cinema ou comer nestes lugares, portanto, não estamos falando de preconceito contra os “pobres”. Como vivemos num mundo capitalista, os lojistas pagam fortuna por cada metro quadrado de um shopping e por isso, eles não podem aceitar pessoas que tomam conta de um andar inteiro e não gastam nada. Simples assim. Notem que “bandos barulhentos” que gastam dinheiro são benvindos por muitos comerciantes. Uma prova disso são os “rolezinhos” ou bando de brasileiros que vão fazer compras em Miami e sempre são bem recebidos!! rs. Pagando bem que mal tem…

Estou ouvindo muito que “empresário é preconceituoso”, especialista dizendo que não se pode barrar entrada de jovens desacompanhados… para o governo é muito mais facil e bonito apoiar estes movimentos sociais, do que tentar colocar ordem no galinheiro. Isso mostra claramente que todo o povo brasileiro (seja o pobre ou o rico) está de saco cheio de tudo e a bomba estoura em cima das empresas que todo mundo acha que tem dinheiro inesgotavel e vários deveres e obrigações … afinal todos os brasileiros estão cheio de direitos… Não vejo muita diferenca de um Brasil para uma Venezuela ou outros paises com mentes pseudo-socialistas: discursos bonitos, governantes ricos e impunes com uma população passando fome.

Em breve, a única solução para barrar o rolezinho vai ser cobrar entrada (creio que não exista lei para barrar isso)… imagina termos que pagar para poder entrar num shopping ?!?! vair ser pobre reclamando que esta excluído e os demais reclamando que tudo é muitíssimo caro para ter uma qualidade de vida apenas razoável. Todos com razão.

Fiquei 4 meses sem postar novos artigos porque como empresario fiquei totalmente sem tempo para mais nada.

Fiquei muito satisfeito em ver que mesmo sem novos posts, recebi alguns comentarios no blog e dias com mais de 100 visitantes. Durante estes últimos meses, tive que trabalhar mais que a media para nao perder minha empresa. Acordando mais cedo e chegando todos estes dias as 7 da manha e saindo as 8 da noite. Quem pensa que empresario acorda tarde e tira 1 mes de ferias no ano novo é porque nunca abriu uma empresa mesmo (e olha que tenho minha empresa há muito mais que uma década… a empresa nunca anda com as próprias pernas e os meses seguintes nunca estão garantidos). Trabalho muito, mas nada melhor do que trabalhar numa area que a gente goste. Essa e a vantagem de ser empresario… voce pode escolher trabalhar na area que mais gosta e ganha (nem sempre ganha) proporcional ao seu trabalho… seu rendimento depende principalmente de voce, do seu trabalho, da sua ideia. Sim, tirei uma semana de ferias no Nordeste sem chuva, nao posso reclamar disso. Me senti muito privilegiado por isso e por nao passar nenhum perrengue no aeroporto. Infelizmente todos estamos fortemente sujeitos a perrengues pela falta de estrutura e ordem no Brasil.

Que venha 2014 !