Custo do uso de cartões de crédito deveriam ser repassados aos consumidores, que estariam livres para escolher o meio de pagamento mais barato ou mais conveniente.

Mais uma vez o governo cria leis que para controlar o uso dos cartões de crédito, vale refeição e meios de pagamento em geral. Isso parece muito mais uma pressão oculta das grandes bandeiras de cartões de crédito e bancos.

As taxas cobradas dos restaurantes (ou qualquer empresa que aceita cartões) variam de 1% a 6%. Sou totalmente a favor de que o custo das taxas cobradas dos estabelecimentos sejam repassados integralmente ao consumidor. Nem um centavo a mais nem um a menos. E digo isso não pensando exclusivamente nos empresários. Falo isso pois trata-se de um direito de escolha do consumidor. Ou seja, o consumidor irá saber claramente quanto cada cartão/bandeira custa e optar pelo método mais barato ou mais conveniente. Pagar em dinheiro ou cartão de débito será mais barato do que pagar com cartão de crédito.

Quando um banco liga pra mim (Luciano Pessoa Física) oferecendo cartão de crédito bandeira Visa ou Mastercard, para mim tanto faz. Agora imaginem se eu descobrir que a Visa cobra taxas mais caras nos estabelecimentos do que a Mastercard. Claro que vou preferir pagar com a Mastercard para reduzir o valor da minha conta no restaurante.

Quando o governo obriga os estabelecimentos a aceitarem todos os cartões sem cobrar adicionais, na verdade, o restaurante embute o custo do cartão nos preços. Ou seja, mesmo que você pague em dinheiro, estará pagando mais caro do que poderia.

No momento em que estabelecimentos e consumidores ficarem cientes dos custos dos cartões de crédito e arcarem mutuamente com eles, ambos vão questionar e optar pelas menores taxas, ou seja, donos e clientes remando para o mesmo lado… e não essa briga que tem hoje.

Vale lembrar que uma vez que os estabelecimentos embutem o custo dos cartões nos preços, automaticamente vão pagar mais impostos sobre este acréscimo de preços. Os impostos sempre funcionam como uma bola de neve. Se o produto é tributado em 20%, os 6% da taxa de cartão, vão virar 6% + 20% = 7,2%. Pagando em dinheiro, eliminariamos tudo isso.

http://economia.ig.com.br/empresas/comercioservicos/2013-08-01/restaurantes-estao-proibidos-de-restringir-horarios-para-uso-do-vale-refeicao.html

Um comentário em “Custo do uso de cartões de crédito deveriam ser repassados aos consumidores, que estariam livres para escolher o meio de pagamento mais barato ou mais conveniente.

  1. Michel disse:

    É uma das coisas que não fazem sentido no Brasil. Porque a empresa tem que assumir a taxa do cartão? Qual a razão? A empresa tem que assumir o frete de devolução também quando o cliente desiste de comprar. E se o mesmo cliente devolve vários produtos de seguida? A empresa tem que atender levando prejuízo toda vez? É isso o que a lei diz. Teoricamente eu poderia devolver 1000 produtos para a mesma empresa alegando que a empresa é obrigada a assumir todo o frete. Se a empresa recusa a ressarcir o valor do frete, eu poderia entrar na justiça por danos morais.

    Os consumidores brasileiros são tão estragados pela lei e tem empresas que atendem tão mal para eles que eles acham normal que seja sempre a empresa que assume tudo. TUDO! E se esses consumidores fossem empresários, será que eles achariam tudo justo?

    Numa sociedade madura, você não faz com outros o que você não quer que outros façam com você. Se alguém já fez algo muito injusto com você, você não deveria fazer a mesma coisa com outros. Incrivelmente muitos brasileiros não pensam assim. É por isso que nada funciona neste país.

    O empresário que fica indignado com consumidores mentirosos e malandros pode fazer as mesmas coisas desonestas e malandras como consumidor. O consumidor que fica indignado com o péssimo atendimento de uma empresa pode atender mal ele mesmo ao consumidor. Quem já teve dificuldade em pagar impostos pode criar ainda mais impostos depois de se tornar político.

    O Brasil é assim. É tudo egoísmo e oportunismo. O próprio interesse é a coisa mais importante para a maioria. Tanto faz se sua lógica(?) muda com sua posição. Poucas pessoas querem criar um país sempre justo para todo o mundo. É normal pois 99% dos brasileiros só conhecem um país = Brasil. Eles não têm nenhuma referência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s