Sedex sofre roubo a cada 9 horas. Quem paga esta conta é o empresário novamente.

Já não á a primeira vez que ouço sobre algumas áreas de risco para entrega de Sedex, mas eu não imaginava que era tão grave assim. Um roubo a cada 9 horas é demais. Escolta para os funcionários dos Correios parece até piada. Agora é motorista e ajudante num carro com os pacotes e outro carro (de escolta) com dois seguranças, afinal, a bandidagem está bem equipada e mandar somente 1 segurança não adianta. Ou seja, 2 carros e 4 pessoas para enviar o seu secador de cabelo de R$100 que você comprou na Internet.

Pergunte agora ao Procon quem deve pagar pelo produto roubado que não foi entregue ao consumidor? É claro que é o empresário. E prepare sua equipe de vendas pois os consumidores vão ligar inconformados porque demoraram para receber o produto. Meus clientes que compram por internet pagam via internet no cartão de crédito hoje e querem receber a mercadoria amanhã. Muito exigentes mesmo.

Após tomar algumas vezes na cabeça e termos cargas roubadas, percebemos a importancia de pagar o seguro sobre todas os pedidos. E não é barato. O desafio das vendas pela internet tem sido o alto custo do frete, pois assim, apenas produtos mais caros ficam viáveis para serem comprados online. Produtos de baixo custo é muito difícil de vender por internet pois o frete pode ficar quase o mesmo preço do produto. Agora que temos que adicionar o valor do seguro, o preço final para o consumidor fica ainda mais caro. Vale lembrar que como este valor de seguro tem que ser embutido na nota fiscal, pagamos imposto também sobre este valor de seguro, pois qualquer valor adicionado na nota fiscal é tributado integralmente. O produto fica com preço absurdo e o cliente não compra, ou seja, as vendas desaparecem e a empresa não prospera. E vai ter sempre aquela uma empresa que tem o preço mais barato que o seu porque não paga o valor do seguro para o Sedex, não emite a nota fiscal direito, não tem nome a zelar no mercado, roubando os clientes de empresas que querem fazer tudo “direitinho”.

É inadmissível que uma empresa de frete como os Correios tenham que gastar dinheiro com segurança. E nós empresários que já pagamos tantos impostos, temos que nos especializar em segurança também. O empresário tem mesmo que entender de tudo para sobreviver: impostos, leis trabalhistas, transporte, segurança… Gastamos tempo aprendendo sobre segurança, ao invés de cuidar do que a empresa faz: vender, motivar funcionários, estudar o mercado.

O famoso custo Brasil aparece novamente. Depois as pessoas se perguntam porque as coisas são tão caras no Brasil e ficam achando que as empresas tem lucros exorbitantes.

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2013-04-08/a-cada-9-horas-sedex-sofre-um-roubo-na-grande-sao-paulo.html

Um comentário em “Sedex sofre roubo a cada 9 horas. Quem paga esta conta é o empresário novamente.

  1. Michel disse:

    Desculpe por criticar sempre o Brasil, mas praticamente todo o que você fala no seu site é problema típico do Brasil ou problema típico de um país extremamente e desesperadamente corrupto e ineficiente de terceiro mundo.

    Eu conheço bem os problemas dos correios aqui no Brasil. Já tive tanta dor de cabeça no meu negócio.

    Antes de vir ao Brasil, eu morei e trabalhei em 4 países. Não perdi nenhuma encomenda em mais de 30 anos. Praticamente nada acontece com os correios de países sérios. É tudo entregue sem atraso. O serviço é 99,999999% garantido. Eu nunca tinha reclamado de nada com os correios… até vir morar no Brasil.

    Neste país, os correios não funcionam direito e como é monopólio, não existe nenhuma outra transportadora igual como opção. As empresas e os consumidores têm que contar com um serviço que eles sabem que não é confiável.

    Por exemplo;

    1) Os correios atrasam muitas entregas. O Pac é bem pior que o Sedex. A maioria não é entregue no prazo. O prazo dos correios não é garantia. Se não é garantia, não entendo porque dão o prazo. Prazo que não é respeitado não tem sentido nenhum. O cliente que leva a sério o prazo pensa que é a loja quem atrasa a entrega.

    A loja pode despachar imediatamente o pedido, mas a entrega dos correios pode demorar muito tempo, até mais de um mês. É como um jogo de azar. Se você tem sorte, é entregue sem atraso. Sem sorte, nem sabe quanto tempo vai demorar. Os correios do Brasil é serviço de amadores. Não é nada de profissional.

    2) A informação de rastreamento dos correios não é confiável. Tem muitos erros e não é atualizada sempre. Às vezes, eles nem confirmam a entrega. Aí o remetente tem que perguntar para o destinatário se já recebeu o pedido. É o destinatário que faz o rastreamento.

    3) O SAC dos correios não ajuda ninguém. O remetente e o destinatário só podem abrir ocorrência. Nenhum diálogo é possível com os atendentes. Eles nunca dão a última informação da encomenda perdida e só ficam digitando no sistema os detalhes da encomenda que eles deveriam ter sem perguntar para o cliente. (Como com todos os SACs no Brasil, você tem que ficar muito tempo na linha. Se tem muitas encomendas perdidas, tem que ligar várias vezes pois eles aceitam só 3 ocorrências numa ligação.) Depois de abrir ocorrência, o cliente tem que esperar até 5 dias “úteis” para receber a resposta. (No Brasil, é sempre dias “úteis” para enrolar mais tempo.) Às vezes a resposta dos correios demora mais de um mês. Ou ela nunca vem. Na maioria das vezes a resposta (se tem resposta) não responde a nada. A ocorrência é inútil. O SAC também.

    De modo geral, o SAC aqui no Brasil é nota zero ou nota -10). É extremamente, incrivelmente e desesperadamente ruim. Deve ser um dos piores do mundo. Os atendentes brasileiros não querem ajudar de verdade os clientes. Eles só ficam lendo o manual sem entender nada de verdade ou só ficam falando bobagem ou desligam na cara do cliente.

    4) Os correios extraviam e roubam encomendas. Depois de receber a informação de extravio, a loja tem que reenviar o mesmo produto para o mesmo cliente. Jã houve casos em que nosso cliente acabou recebendo 2 vezes o mesmo produto. Até a informação de extravio não é confiável.

    5) Em algumas cidades no pais, tem bairros onde os correios recusam fazer entregas por causa da violência. O cliente nesses bairros não recebe sempre o aviso para retirar a encomenda no centro de distribuição. A loja pode informar o que está acontecendo, mas o cliente também pode recusar ir retirar. Aí o produto volta e o cliente xinga a loja que na verdade não tem nenhuma culpa. Somos obrigados a reenviar o produto pagando de novo o frete. Mas a encomenda pode voltar de novo … O Brasil é o mundo do Kafka.

    6) No Brasil tem carteiros preguiçosos que nem procuram direito o endereço de entrega nem o destinatário. Qualquer coisa, eles devolvem a encomenda para o remetente marcando na caixa “endereço errado” ou “mudou-se”. Marcamos sempre o telefone do destinatário com o endereço de entrega. Mas os correios não ligam para ninguém. Às vezes eles devolvem até encomendas com o endereço certo. É totalmente absurdo. A loja tem que reenviar o pedido pagando de novo o frete. O cliente que não entende o que aconteceu acha que o problema é a loja.

    ————————————————————————————–

    O que é mais incrível ainda é que apesar de todos esses problemas muito óbvios e sérios, os correios não estão preocupados e continuam cometendo os mesmos problemas todos os dias. Eles não aprendem nada com as experiências nem com as reclamações. Mas é tudo assim no Brasil.

    I go insane in this country!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s