Propaganda com valor errado de Xbox no Extra. Um anúncio errado (entre milhares) já causa processos.

Vimos agora em Agosto/2012 a rede de supermercados Extra anunciar um X-Box que custa normalmente na faixa de R$1.000 por menos de R$300. Chegando a loja, o consumidor percebe que o Extra cometeu um erro no anúncio e não aceita finalizar a venda. Conforme link abaixo:

http://jornaldabaixada.uol.com.br/?p=14650

Existe uma lei que diz que a empresa tem que cumprir o preço que está na etiqueta ou no anúncio. Estou de acordo com a lei, mas precisamos ter bom senso e não seguir a lei em todos os casos.

No caso do Extra, o preço está claramente equivocado. Estes supermercados fazem anúncios e jornais com preços todas as semanas com dezenas de produtos cada. É completamente normal e humano (sim, humano pois quem faz estes anúncios são seres humanos) que entre milhares de ofertas anunciadas, eles cometam um erro. Não me lembro de ter acontecido fato semelhante com o Extra nos últimos anos, ou seja, não é uma empresa que pratica isso intencionalmente. Uma coisa é anunciar o preço do tomate errado que causa prejuízo baixo, outra coisa é um videogame de R$1.000. Encontrar pessoas que vão para a polícia abrir B.O. é ridículo. São aproveitadores e ainda tem o aval da lei. Ok, é frustrante. Trata-se de um objeto de desejo de muitos. Mas a pessoa perdeu lá no máximo 30 minutos e alguns litros de gasolina (ou passagem de onibus)… que seja 1 hora. Ninguem é perfeito e uma empresa também não pode ser obrigada a essa perfeição. Agora já encontrei dezenas de consumidores fazendo escandalo, entrando em todos os sites do tipo ReclameAqui.

Vejo hipermercados praticando coisas que considero errada, mas devo expor minha opinião a favor deles quando vejo isso.

Existem muitas pessoas aproveitadoras e consumidores desleais. Neste link abaixo, uma pessoa entrou na justiça cobrando uma empresa a vender um carro zero por 1 centavo. Um fato raro aconteceu que a justiça considerou abuso da pessoa contra a empresa (deboxe da justica) e ainda fez o cara pagar uma multa (perdeu a causa). O cara vai dizer que não tem dinheiro e vai ficar por isso mesmo.

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201208101517_TRR_81486671

4 comentários em “Propaganda com valor errado de Xbox no Extra. Um anúncio errado (entre milhares) já causa processos.

  1. Marcio Repetto disse:

    Concordo com seu artigo e creio que o bom senso é o melhor caminho, porém, hoje passei por situação semelhante, sou um consumidor, e estou procurando uma tv para comprar. Recebo um email promocional do site do carrefour onde o produto está anunciado a partir de 1.499,00. Quando clico no email para abrir o produto, automaticamente o link que abre é uma TV LED 42 polegadas LG, e ainda no anúncio do produto pelo site está de 2.199,00 por 1499,00, acreditei que era uma promoção relâmpago, ou algo do gênero, porém ao clicar em comprar, o preço voltava para 2.199,00. Entrei em contato pelo chat da empresa com o protocolo 21762919 na mesma hora e a atendente me disse que teria que ligar ou encaminhar um email para lojavirtual@carrefour.com.br. Fiz o processo do email, copiei as telas, os links e encaminhei o tal email, perguntando o que poderia estar acontecendo.

    Até aí, tudo bem, processo normal, sei que em sistemas ocorrem erros, erros cadastrais e tudo mais, porém, o que me deixou inconformado até agora, é a falta de retorno do anunciante, nem um email retornando dizendo que era um erro de cadastro, que não poderia vender por esse preço, pedindo desculpas, nada disso, e, ainda para completar, eles alteraram o link após a minha experiência. Agora se clico no email aparecem as duas TVs uma de 32 polegadas da mesma marca pelo preço de 1499,00 e a de 42 polegadas pelo valor de 2199,00.

    Enfim, a falta de respeito é tão clara e absurda que, os consumidores muitas vezes, não tem muito o que fazer. Vou denunciar, vou ao procon, e aos órgãos cabíveis, porém, de antemão, já sei que não vou ter o direito de comprar a TV pelo preço anunciado.

    • LucianoFreire disse:

      Ola Márcio, entendo sua insatisfação. Ao contrário do caso do X-Box, a TV anunciada está em uma faixa de preço aceitável. Antes de ir ao Procon, tente caminhos mais fáceis para você como o site ReclameAqui. Possivelmente a lei estará a seu favor se você tiver estas provas (copia das telas, emails, etc). Mas nem sempre a lei é totalmente justa, e levanto os seguintes pontos:
      a) Emails promocionais são enviados a dezenas de milhares de pessoas. Ou seja, atinge efetivamente o Brasil inteiro. Se todos os clientes que receberam a newsletter exigir o produto pelo preço anunciado com erro, vai ser um mega preju para o Carrefour.
      b) No seu caso, o pedido nem sequer foi concretizado e nem houve pagamento. Seu clique apenas era direcionado a outro anúncio com valor ou descrição alterada. Vejo que na prática você não teve prejuizo algum. Ao contrário de uma pessoa que foi na loja física e gastou tempo e gasolina, você não deve ter perdido nem 5 minutos para perceber o engano ou erro do Carrefour.
      c) Não acredito que qualquer empresa envie um anuncio ou newsletter com erros de propósito. (Provavel que o estoque tenha esgotado ou erro mesmo). Deixar vários clientes furiosos só para dizer que tem os preços baixos de mentira? Todos sabem que um cliente insatisfeito causa mais estragos do que cem satisfeitos. É dar um tiro no próprio pé.
      d) O mercado é voraz e pune automaticamente as empresas desleais. Então, se você não estiver satisfeito com o Carrefour ou não julgar que eles oferecem um bom custo x beneficio, compre em outro lugar. O problema é quando as pessoas querem pagar “o menor preço do mercado” e ter um “produto ou atendimento” extraordinário. Pelo que parece, o Carrefour é barato, e isso acaba refletindo no atendimento e estrutura como um todo. Mas como vêmos, essas empresas continuam vivas pois focam 100% no preço e é isso que as pessoas querem.

      Infelizmente o padrão de atendimento de grandes redes como o Carrefour é realmente ruim, muita espera, e pouca resposta. E também acho que mesmo sendo engano, o consumidor tem que reclamar (inclusive no Procon) para evitar que isso ocorra novamente. Nesta nova era de comércio virtual, as leis precisam ser revistas, com punições proporcionais aos estragos causados.

      Obrigado pelo seu comentário e se puder, me avise o desfecho do seu caso. Espero que você possa receber alguma compensação/premio do Carrefour ou uma condição especial em outro televisor.

  2. Chupa@uol.com.br disse:

    Ola. Pelos seus comentários não entendi seu ponto de vista…
    Concordo que ha uma grande quantidade de consumidores ávidos em se dar bem, mas não podemos esquecer que há uma grande quantidade de empresários que também só querem se dar bem… Ludibriando com anúncios falsos para chamar clientes para a loja…
    Felizmente temos o judiciário para avaliar quem tem razão

    • LucianoFreire disse:

      acho muito difícil algum empresário (ou empresa) adotar os anuncios falsos intencionalmente. Um Extra que é uma grande empresa não vai se queimar por pouco porque ganha má fama muito rápido. As grandes não se queimam por pouco, já os pequenos empresários sofrem bastante para manter seus negócios e dificilmente vão adotar uma política dessa que irá arruinar todo o trabalho que já teve. Isso pode ocorrer em sites totalmente desconhecidos ou aqueles “pseu-empresários”, ou estelionatários que abrem empresas de fachada para lucrar por 3 meses e depois fechar as portas.
      Concorda que criar anúncios falsos faz o cliente nunca mais retornar e ainda falar mal para todo mundo? Seria burrice demais fazer isso contra seu próprio negócio.
      Se tanta gente comete erros grosseiros de portugues, porque não aceitar que os funcionários também erram os numeros nos anúncios (ou por questão de digitação ou mesmo por ter uma tabela complexa cheia de numeros e fórmulas em planilhas para serem avaliados e lidos?).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s