Acabo de receber uma reclamação trabalhista acima de R$100.000

Contratei um vendedor no começo de 2009. Nos dois primeiros anos, ele se mostrou eficiente, realizou boas vendas, mas estava cada vez mais tendo problemas pessoais com os demais funcionários da empresa. Mantinha contato direto com ele e sempre nos demos muito bem.

Nos últimos meses de 2011, alguns dos meus melhores funcionários começaram a reclamar comigo e estavam insatisfeitos com as atitudes deste vendedor. Tive que mandá-lo embora antes que todo mundo saisse no tapa pois muitos não se falavam mais, nem olhavam na cara um do outro.

Esta tensão ficava no ambiente de trabalho, afetava a todos, inclusive a mim. Nestas horas de conflito, paguei tudo que devia e mais um pouco. O que antes era amizade, depois da demissão virou mal humor e clima de guerra. Tratei-o com a maior educação, respondi todas as perguntas dele, mas ele não retornava mais ligações, não me passava informações de perguntas que eu também fiz e reclamou bastante da demora na homologação. Os depósitos e pagamentos foram todos feitos nas datas estipuladas na lei, mas a homologação no sindicato não sou eu quem define. Se o sindicato é lerdo, a culpa não é minha.

Agora 4 meses após a demissão, recebi um processo trabalhista no valor acima de R$100.000. Muitas alegações absurdas, mas como sempre vejo casos também absurdos em que o funcionário ganha, não sei de quanto efetivamente será meu prejuízo.

Os funcionários não pagam nada aos advogados, tem sindicatos que fazem uma lavagem cerebral na pessoa e muitas vezes familiares que insistem em colocar a empresa “na justiça”. Como ele não vai gastar nada, o que vier para ele é lucro. Como é possível uma pessoa que ganha entre R$2.000 e R$3.000 por mes trabalhar por 3 anos, e entrar com processo acima de R$100.000 ???? Olhando esse número, é como se eu estivesse escravizando ele o tempo inteiro sem nunca pagar 1 salário.

Como o empresário pode ficar tão vulnerável por causa de apenas 1 funcionário? Se ele ganhar este processo, vou ter que fechar a empresa. Minha empresa é pequena, e assim como muitas, não tem tanta reserva assim. Nessas horas dá vontade de desistir do negócio, investir em imóveis e ficar vivendo de aluguel, importar produtos prontos e fechar a fábrica.

Muitos funcionários na frente é uma coisa e pelas costas é outro. Devia ter ouvido antes os outros funcionários dizendo que ele não era o que parecia.

Então fica como lição: por causa de 1 funcionário mal intencionado entre muitos, somos obrigados a desconfiar de todos. Se resguarde em todos os sentidos. Um passo em falso e o processo é certo e com valor desproporcionalmente alto. Se um funcionário começar a causar problemas de indisciplina constantemente, mande-o embora rapidamente. Não espere muito, nem ache que ele vai melhorar ou as coisas vão mudar. Quanto mais tempo vocë demorar, mais tempo ele terá para reunir provas falsas e articular este processo antes mesmo de ser mandado embora. Além disso, quanto mais tempo passa, maior serão os gastos recisórios, e outras despesas.

Com esta demissão, aflorou uma raiva generalizada nele. Igual a um casamento de muitos anos que acaba com divórcio e brigas na justiça, as pessoas nunca olham para os anos maravilhosos juntos. O que fica para as pessoas são os ultimos meses mais conturbados.

Quando nascemos, a única certeza é que morreremos. Em uma contratação, a única certeza que temos é que ele não ficará para sempre na empresa e sairá algum dia. Se for mandado embora, ficará bravo. Se ele pedir as contas, é porque a pessoa está também instatisfeita com algo. Ou seja, de qualquer maneira o funcionário irá sair insatisfeito e precisamos nos preparar quando esta hora chegar.

12 comentários em “Acabo de receber uma reclamação trabalhista acima de R$100.000

  1. Michel disse:

    Eu não sou brasileiro, mas estou no Brasil há 14 anos. Eu entendo todo o que você fala neste site.

    Eu fui processado em 1999 por uma pessoa que alegava que trabalhou na minha empresa em 1997. Ela pediu +- R$400,000,00 (quatro centos mil reais). Na verdade, ela nunca trabalhou para mim. Eu cheguei ao Brasil em 1998. Como ela podia ser funcionária minha antes que eu cheguei ao país? Era tudo mentira. Eu perdi 5 anos com esse processo completamente absurdo.

    Desculpe por falar sinceramente, mas neste país é tudo absurdo. A justiça é uma brincadeira. A lei também. No Brasil é tudo feito para sugar os pequenos. Quase nada que funciona bem no Brasil. É um país muito disfuncional. O que funciona muito bem é a corrupção e os crimes. Muita gente que ficaria presa num país sério continua roubando e cometendo quaisquer crimes.

    Em países normais, quem usa nota falsa vai para a prisão. Funcionários que roubam também vão para a prisão. Aqui é tudo tolerado. Eu tinha uma funcionária que roubou R$20.000,00. Ela ficou presa, mas o processo dela foi suspenso 3 anos depois como se nada tivesse acontecido. Com certeza ela continua roubando em algum lugar. No Brasil tem muito mais criminosos na rua do que em cadeias.

    Eu trabalho agora com uma loja virtual. Como você escreveu em outro blog, tem muitos consumidores mal intencionados. As empresas são sempre criticadas, mas na verdade, tem muito mais consumidores de má fé do que empresas de má fé. Eles recebem produto perfeito e mentem que tem defeito para ganhar outro de graça ou para extorquir dinheiro. Tem tantos mentirosos. (Eles sempre falam “Você está me chamando de mentiroso?” Eu não estou chamando eles de mentiroso. Eles são mentirosos.) Um cliente nosso devolveu um produto sem nenhum defeito e acabou de nos processar por danos morais. Ele está pedindo R$15.000,00. Quem tem danos morais sou eu. Esse tipo de processo nem deveria ser aceito na justiça. Infelizmente ninguém lê nada neste país, até na justiça. Muitos processos de mentira são aceitos e isso cria ainda mais confusão absurda.

    Porque neste pais o sistema é tão tolerante com os mentirosos e criminosos? Eu sei porque. É que este país é dominado e manipulado por corruptos e criminosos = mentirosos. Eles não se importam com a vida das pessoas ordinárias nem com a dificuldade das empresas pequenas. Não é que o sistema seja tolerante. Ele é indiferente. O sistema não tem nenhuma consideração para nada. É tudo imposto.

    Vejo tantas coisas erradas e injustas neste país. Eu não sou brasileiro, mas como trabalho aqui, vivo as mesmas coisas dos comerciantes brasileiros. Para mim, o Brasil é o mundo de 1984. O Big Brother manda tudo. Você não pode fazer nada contra ele. Só tem muro na sua frente.

    • LucianoFreire disse:

      Acredito em tudo o que voce disse, por mais absurdo que pareça. No Brasil, tudo é possível. Obrigado por compartilhar sua ira no blog !!!

    • Nathalia disse:

      Estou passando por algo parecido. Tem uma funcionária alegando que trabalhou pra mim em 2014 durante 6 meses e que era “escravizada” pois não recebia salário que era pouco mais que R$ 800,00 e que nunca podia comer, onde era obrigada a trabalhar de domingo a domingo sem direito a comida e bebida.
      Essa mesma alienada consegui R$ 40.000,00 na justiça e ganhou, o CNPJ que consta no processo não é o meu, e estou com minha conta pessoal bloqueada por conta disso, agora me resta tentar, não sei como, provar na justiça que ela nunca trabalhou pra mim e que não sei nem quem é.

  2. Marcelo disse:

    Eu fui supervisor de uma indústria. Contratamos uma pessoa para trabalhar como assistente de uma das secretárias. Ela trabalhou apenas dois meses. Ingressou com um processo trabalhista no qual disse ter trabalhado sete meses, sendo que, uma de suas testemunhas foi um vigilante que trabalhava na empresa que ficava em frente a nossa planta industrial. Apesar de termos oferecido testemunhas, fomos derrotados. O advogado nos orientou a fazer um acordo, o qual foi realizado no prazo para recurso. Em outro caso, um empregado em treinamento para obter uma promoção, requereu em um processo receber o mesmo salário de outro que já ocupava o cargo para o qual ele estava sendo treinado. E ele não conseguiu passar no exame escrito para a promoção, somente no exame prático. Fizemos novo acordo.

  3. lusca disse:

    Boa tarde a todos, infelizmente o que foi narrado aqui é a pura realidade , é assim mesmo que funcionam as leis trabalhistas no nosso país , Porém se o empregador não tiver uma “pitada” de “esperteza” nessas horas ele irá PERDER muito dinheiro, e isso é fato.

    Os empresários mais atualizados ,ja possuem cartas na manga, trabalhando de forma preventiva , que consiste em contratar um advogado especialista em blindagem empresarial e patrimonial , tal manobra permite proteger os bens adquiridos durante uma vida toda de trabalho foi adquirida com muito esforço, e que ficam vulneráveis frente a uma ação trabalhista demandada por um “espertinho” , sabemos que na justiça trabalhista o empregado tem mais peso… , o empresario pode sofrer a “desconsideração da personalidade jurídica” e pagar com seus bens pessoais , carro,casa , etc..etc..

    O que acontece nestes casos , é que o funcionário “malandro” pode até ganhar na justiça…, mas receber ele não vai.

  4. Tavares disse:

    Brasil é o pais dos espertos!! Nunca vi um lugar ter tanto 171!! Infelizmente temos que nos proteger de tudo e de todos. Os bons empresários pagam pelo maus empresários!! O que tem ai no mercado de empresário SAFADO 171 que já monta a empresa com fim de dar golpes!! O maior exemplo disso é seu Eike Batista!! Safado conseguiu roubar dinheiro honesto de várias familias Brasileiras!!! Na construção civil é onde encontramos os maiores picaretas!! Imagine pagar um imovel na planta e no final você tomar um cano? Entra na justiça e mesmo ganhando a ação a empresa não te paga. VocÊ falou em investir em imóveis e viver de aluguel. Até viver de aluguel é complicado , a lei favorece o locatário e mesmo o mesmo não pagando o aluguel e as outras obrigações você vai precisar entrar na justiça para retira-lo do seu imóvel!! Brasil não tem futuro , estamos atolados num mar de lama!!

  5. MARCOS RAUL DE ALMEIDA SOUZA disse:

    É importante investir no consultivo com um advogado especialista em Direito Trabalhista, se a empresa pagar corretamente e seguir as instruções dos profissionais, dificilmente o empregado terá algum direito a pleitear. (Dados de contato removidos)

  6. Carlos Silva disse:

    Tenho nojo e repúdio a essa terra de gigante corruptos, ladrões, uma ditadura camuflada de democracia. Um país onde quem trabalha não tem valor. Onde que gera riqueza e extorquindo perseguido e umilhado por sistema arbitrário e ditador , onde se prega na teoria que a justiça e cega mais na verdade e arbitrária e esmaga a classe que com todas dificuldade tenta sobreviver em ambiente onde somos condenado a viver eternamente na pobresa para ostentar os caprichos e os roubos dessa maldita classe política desta Fossa chamada BRASIL. Terra de gigante onde se troca vidas por diamante.

  7. Carlos Silva disse:

    Abri um pequeno negocio a 6 anos. tive um colaborador que trabalhou 6 meses, foi demitido paguei os direitos do mesmo após 6 meses ele fez uma reclamação trabalhista e hoje estou condenado a pagar a esse cidadão mais 15.0000 mil reais. Que pais e este uma pequena loja na época com apenas 4 meses de atividade recebe uma condenação dessa. Que pais e este? Hoje só me resta dívida e uma condenação vitalícia por um sistema de extorsão legalizada nesta fossa chamada BRASIL.

  8. Eliete Moura disse:

    Nesse país cretino tudo é possível. A “justiça” vê o patrão sempre como o malvado e o funcionário um escravo que foi abusado. Dá nojo! Funcionários que te roubam, que te sacaneiam pelas costas sempre ganham alguma coisa com esses processos mentirosos.

  9. Adriano disse:

    Vejo que aqui são c0mentarios de empregadores.. por isso a defesa
    Mas gostaria que vcs trabalhassem e no fim fosse lesado..
    Uma coisa digo a vocês e ao dono do artigo.. se pagasse certo na lei..nada disso ocorreria

    • Thiago Menezes disse:

      O sistema é feito pra não ser possível pagar tudo certinho na maioria das vezes. Triste ver varias empresas quebradas com poucas estruturas serem estorquidas por funcionários mal intencionados, se aproveitando da brecha para se prevalecer. O certo era haver uma diferenciação nas exigências de uma empresa grande e uma pequena e média. Está bem claro que a lei não é possível ser exigida a rigor para empresas de pequeno porte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s